Month: November 2007

O Nike Corre 10k…

Billy feliz

…foi a minha estreia mundial em corridas com mais pessoas. Bem, na escola éramos sempre obrigados a participar no corta-mato e nos campeonatos de atletismo, portanto vou fazer uma subtil correcção à afirmação acima: o Nike Corre 10k foi a minha estreia mundial em corridas com mais pessoas de forma voluntária.

O ambiente foi tão giro! Quando lá cheguei tive pena de não ter levado a máquina, pois parecia uma festa gigante com 25000 pessoas de t-shirt azulinha e pulseira conforme a cor do clube. A minha era a verde, dos “no corredores que corren”, e parece que até me deu sorte. De cada vez que passávamos mais um quilómetro, eram festejos atrás de festejos.

Os primeiros 5km para mim foram em modo “deixa cá ver até onde aguento, e se não aguentar sempre vou vendo a paisagem porque não conheço esta parte da cidade”. Quando passei os 5km e continuava a sentir-me bem e tranquila, comecei a transitar para a corrida em modo “epá, isto está melhor do que eu pensava”. Quando cheguei ao km9 já me sentia a vencedora de toda a corrida e foi com muita emoção que cheguei ao final sem parar uma única vez! 🙂

Os dois últimos quilómetros foram os mais emocionantes: as pessoas nos passeios acenavam e gritavam incentivos e eu sentia-me uma vedeta numa parada. Numa “parada-corrida”, convenhamos! Havia batuques e muita música, enfim, um ambiente de festa autêntica. Foi emocionante e a endorfina que libertei e a sensação de duplo objectivo cumprido deixaram-me num high o dia todo, até à hora da sesta.

(mais uma notinha quanto ao meu duplo objectivo: o primeiro era acabar os 10km e o segunda, não ser a última. Cumpri os dois e nem sequer fiquei em 24999.º!)

Já passou

O exame já passou e de hoje a uma semana chegam as nossas próximas visitas! Por aqui reina a excitação (bem, mais eu que o Paulo, convenhamos!)

(abre-se aqui um parêntesis que se impõe: o Paulo leu o rascunho deste post e decidiu fazer uma pequena intervenção que eu aqui transcrevo: “NÃO É VERDADE!”, escreveu ele. Ou o entusiasmo é contagioso, ou então ele próprio tem vontade de cantar com a Cantarolina que aí vem!)

Enfim, felizmente esta semana tenho bastante trabalho para fazer, o que ajuda a que o tempo vá mais lesto. Já falta pouco!

2007 Holiday Ornament Swap

It´s a bit last minute but make sure you join the 2007 Holiday Ornament Swap. I´ll write more about it later, but now I must go to the second part of my spanish language exam.

*

Apesar de ser um pouco em cima da hora, ainda faltam algumas horas até à data limite de inscrição no 2007 Holiday Ornament Swap. Já me inscrevi, apesar de não fazer ideia do enfeite que vou fazer. Mais tarde escrevo mais sobre o assunto; agora tenho de ir para a segunda parte do meu exame de castelhano.

Castelhano

Hoje é dia de estudar castelhano. Exclusivamente. É o que vou fazer, é o que estou a fazer. Quando puser a roupa na máquina, será em castelhano. Quando fizer o almoço, será certamente em castelhano.

Tenho de ir rever os condicionais e todas as outras coisas que aprendi só de ouvido e que, certamente, estão permeadas de erros portunhóis.

Spanish exam tomorrow! | Amanhã, o exame de castelhano

At least I´m more fluent in spanish than in “internetese”, which gives me a certain feeling of relief. I just wish I don´t let any of those portuguese-speaker´s mistakes happen.

Diving into it now. Working on my website is postponed until next week. 🙁

*

Vou mergulhar no meu estudo de castelhano porque o exame é já amanhã. Sinto algum alívio por saber que sou mais fluente nesta língua que no “internetês” de ontem… 🙂 Só espero não deixar passar nenhum dos erros típicos do falante de português.

Aqui vou eu para o castelhano. O trabalho no meu site está suspenso até à semana que vem. Chuif. 🙁

Sai-te!

Ai, que título foleiro para um post que promete ser ainda pior. Ainda ando aqui às voltas com o site, o novo, o de trabalho. Vale-me a ajuda do Nuno, que está atrás do sol posto. Ou se calhar sou eu que estou ao sul do sol posto.

Website

I haven´t posted as often as I´d wish because I´ve been stuck with my website. I´m not the kind of person who knows her way around the webtools that much, so sometimes “internetese” is just too much for me.

Somehow I feel like I´m swimming inside this HUGE bowl full of fruit salad and pieces of code are chunks of fruit. And I swim and swim and hopefully I´ll see the end of it.

*

Tenho estado bastante ausente do blog porque ando mergulhada na construção do meu site. Não sendo uma info-excluída, também não sou fluente em internetês… Sinto-me como se nadasse dentro uma gigantesca salada de fruta com bocados de código a flutuar no meu horizonte. Eu nado e nado… será que consigo sair?

Bom para a rabiga

Não sei o que seria bom para a minha “rabiga”, como diria a Carolina, mas preciso urgentemente de encontrar algo que a faça baixar. Sim, ainda continuo com um alto significativo que faz muita gente pensar que estou grávida. De quatro meses, pelo menos.

Ontem entrei no autocarro e, rapidamente, alguém me deu o lugar. Eu agradeci, mas só quando me sentei percebi o porquê do gesto.

Cheguei a casa e examinei bem a silhueta: desgraça, não há roupa que disfarce isto…

À noite, vinha da aula de yoga, e ouço uma voz vinda de dentro de um carro: “relinda, la pancita!”

Foi a gota de água, mas também não sei para quê porque não há muito que eu possa fazer para além de esperar. Pacientemente.

Sobre o artista



Com o puzzle terminado pude finalmente virar a caixa ao contrário. Para minha surpresa, os senhores fabricantes do puzzle tiveram a amabilidade de escrever qualquer coisita sobre o artista (depois de terem mudado o enquadramento da imagem e terem retirado a assinatura do pintor).

O primeiro texto é algo parecido com uma breve biografia, em castelhano. O segundo, uma tradução para inglês do texto acima. O terceiro é uma outra tradução para um idioma obscuro e misterioso (que só eles sabem qual é). Não resisto a transcrever:

Claude Monet

Nace em Paris en 1840. Em 1858 se hacha, com o pintor Boudin e nace o desejo de dedicarse a pintar e viajar a Paris.
Na Academia Suiza coñéese a Pisarro y depois de dois años de servicio militar em Argelia, forma un grupo de pintores independentes com Reinor, Bazille é Sisley.
Organiza a primeira mostra impresionista donde expoe a sua tela impresao: Saida do Sol, que dara o nome ao grupo todo.
O ultimo periodo da sua vida ele pasa em Giverny, onde morreu em 1926.

Nota: o texto nem sequer tem ponto final. Pu-lo porque sim, vá, já chega de bater no ceguinho.

Missão cumprida!!!


Após quase quatro meses, terminei finalmente o puzzle com a pintura de Claude Monet em que retrata a mulher com o filho.

Obrigada a todos os que me ajudaram nesta tarefa hercúlea!

Primeiro aniversário

Este blog fez cumpriu um ano de vida na semana que passou. Quando ainda faltavam algumas semanas pensei que havia de celebrar a efeméride de alguma maneira especial. Quando chegou o dia, não tive tempo e a celebração resumiu-se a uma breve menção à família: “ah, vejam lá, hoje faço um ano de blog”.

E pronto.

Estive a pensar no que havia de fazer para celebrar o aniversário a posteriori e decidi apresentar umas estatísticas sobre o dito. E para o ano há mais.

Número total de posts: 170
Dos quais 34 em 2006 e 136 em 2007.

59 posts foram sobre Buenos Aires ou a minha vida na Argentina, 19 sobre a que será sempre a minha cidade (Lisboa, para quem estiver com dúvidas), 30 sobre viagens e 22 sobre comida (o ceviche, o ceviche!). Ainda há uns quantos (minoritários) sobre assuntos tão pouco importantes para mim como o Design e a Ilustração (para ler sobre estes assuntos, remeto-vos para o meu outro blog).

2 posts para o Blog Action Day, a primeira (e, até ao momento, única) iniciativa global a que aderi com o meu blog.

Número total de visitas: 6051

Provenientes de vários países: Portugal, Reino Unido, Argentina, Brasil, Macau, Suíça, Estados Unidos, Turquia, Canadá, França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Suécia, Espanha, Israel e Sérvia e Montenegro.

Que eu saiba (esta estatística não é rigorosa), tenho como leitores mais assíduos a família (pais, irmãs, alguns primos), alguns amigos e depois os “acidentais” que vêm cá parar.

Para não falar do Paulo, que lê o meu blog sob coacção.

E para os meus queridos leitores hispanófonos, agradeço-vos de todo o coração a paciência e a perseverança para lerem o que aqui escrevo e ainda por cima voltarem.