O tricot e a viagem no tempo

knitting-workshop-air

One of my projects during the holidays was to dedicate time to my favorite hobby: knitting. Sometimes I get so busy I completely forget about leisure, about time off, about doing the things I love to do just because.

So, during the break, I enjoyed dedicating a good chunk of time to something that isn’t necessarily work related: knitting a shawl for me. Just because I love shawls.

The yarn is a (delicious) mix of silk and mohair from Araucania yarns; I bought it in August 2012 back in Santiago de Chile, when I went there to accompany my husband on one of his work trips. I remember this purchase as if it were yesterday: I think I spent more than one hour in the shop, choosing yarns and colors, engaging in a long and fruitful conversation with the shop keeper. I came out of that shop with a warm heart and an armful of different yarns I couldn’t wait to try.

I finally got to sample this one. I’m knitting the Laminaria shawl and you can check my ravelry project page here. I don’t mind the slow progress: knitting is a pleasure – and wearing the final product will be a pleasure, too.

If you don’t know how to knit and would like to try, attend a workshop! If you’re in Lisbon next Saturday, January 18, please come!

To be sure you don’t miss anything, sign up for email updates and get a free illustration (plus free access to all the freebies).

Have a great week, everyone!

*
Buying knitting yarn in Santiago
Um dos meus objectivos para as férias de Natal era dedicar algum tempo ao meu hobby favorito: o tricot. Às vezes a vida mete-se no caminho, o trabalho transforma-se numa prioridade e o ócio, esse, lá se vai pela janela. E por isso, este Natal, lancei-me a um projecto que queria fazer e não tinha tido oportunidade de começar: um novo xaile.

(Abro um parêntesis para contar que este Inverno tenho usado os meus xailes todos os dias, com um prazer que não consigo descrever. Jamais pensei que fosse uma peça tão versátil e tão útil! Por isso, já percebi que não existe o conceito de “xailes a mais”, sobretudo os tricotados à mão. Fecho parêntesis.)

A receita que estou a seguir é a do xaile Laminaria, e a minha página de projecto no ravelry vive aqui. O fio, essa maravilha da natureza e do engenho humano, é uma mescla de seda e mohair (nada vegan, portanto) que comprei na loja Cuentapuntos, em Santiago do Chile, quando em Agosto de 2012 acompanhei o senhor meu marido numa viagem de negócios até à ponta sul do continente americano. Lembro-me dessa compra como se fosse ontem: estive mais de uma hora com a senhora que me atendeu, a escolher cores, a fazer perguntas, a trocar opiniões, a conversar. Saí de lá com o coração quente e um saco cheio de meadas, e hoje, ao tricotar este novelo, lembro-me dessa altura, do que sentia nesse momento, das emoções dessa viagem. E viva o tricot por me proporcionar esta viagem no tempo!

Para quem não sabe tricotar: aprendam! É uma actividade tão boa para relaxar, conhecer novas coisas, fazer amizades! Dia 18 de Janeiro dou workshop cá no atelier, querem vir?

Para estarem sempre em cima do acontecimento, convido-vos a assinar a minha newsletter – e ainda recebem uma ilustração gratuita (mais acesso, também gratuito, à zine “airing from Lisbon” e outras surpresas).

Boa semana!

Join our community, start beautifying your life!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge