Orlando

Orlando é uma pacata cidade da Flórida, que vive à sombra dos muitos parques temáticos e centros comerciais outlet que existem nos seus subúrbios. Mas teria sido uma pena não visitarmos a baixa da cidade. E por isso, no último dia em que estivemos na Flórida, fomos até à baixa de Orlando. Em pleno dia de trabalho, é uma baixa adormecida, com pouca ou nenhuma gente na rua, pouco comércio, poucos restaurantes e poucas actividades. Para além do sempre presente Starbucks, pouco mais há a referir em termos de animação na rua.

Não tivesse sido, claro está, a enorme surpresa de nos passarem um folheto na rua a convidar-nos para assistirmos a uma exibição gratuita do conhecido Cirque du Soleil. Lá fomos nós. Como seria de esperar, valeu bem a pena. Por um lado, porque as exibições do Cirque du Soleil são sempre magníficas; por outro, porque assim pudemos ver, concentrados num só lugar, praticamente toda a gente que existe na baixa de Orlando.

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Cirque du Soleil, live in Downtown Orlando

Quando a actuação terminou, continuámos a passear pela cidade. Apanhámos o autocarro gratuito que liga toda a baixa até ao terminal rodoviário e vimos a biblioteca, de fora. Por isso, no regresso visitámo-la por dentro. Como seria de esperar, é uma biblioteca muito bem equipada, com gente lá dentro, muitos títulos, temas da semana expostos como se de uma livraria se tratasse. Também dispõe de filmes e audiolivros, o que me pareceu fantástico. E ainda tem uma secção para leitores juvenis onde os adultos não podem entrar.

Downtown Orlando

Quando terminámos, seguimos em direcção ao lago. Orlando, apesar de ser na Flórida, está no interior do estado, pelo que este lago lhe dá o pedaço de água que qualquer cidade necessita. Tem patos, cisnes e outras aves cujos nomes desconheço, e muitas, muitas regras.

Downtown Orlando

Downtown Orlando

Downtown Orlando

Depois do passeio pelo lago procurámos, com bastante empenho, um lugar onde almoçar. Não foi fácil, mas encontrámos um casa de tacos onde, pelo menos, podíamos ver que os ingredientes eram frescos e evitar que pusessem cinquenta e três molhos cheios de gordura.

(O meu truque, na Flórida, foi pedir saladas. As doses são familiares, mas pelo menos a alface é fácil de digerir…)

Downtown Orlando

Downtown Orlando

Downtown Orlando

Depois do almoço, e vista a baixa da cidade, procurámos uma livraria no GPS e assim fomos até um bairro asiático, desenhado para ser percorrido de carro, com avenidas de três faixas e quarteirões muito grandes, parques de estacionamento em todo o lado e ninguém na rua.

No dia seguinte, voámos até à Califórnia, onde descobrimos uns Estados Unidos totalmente diferentes…

Join our community, start beautifying your life!

One comment

  1. Anonymous says:

    Fotografias lindas, relato interessante, as usual.
    Que as próximas sejam tão boas ou melhores do que as anteriores.
    Beijinhos
    M

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge