Month: November 2011

Torre Trump no Panamá

Esta é uma cidade de contrastes, uma aldeia que ser grande metrópole, onde o dinheiro abunda. Numa cidade onde a rede de esgotos continua a ter falhas e a expelir fantásticas ribeiras de cocó na via pública, erguem-se arranha-céus residenciais e, desde Julho, também hoteleiros, com o empreendimento Trump Tower.

Trump Tower in Panama City

Abriu em Julho, num dia de dilúvio bíblico, e como é aqui mesmo, mesmo ao lado, fomos logo visitar. No rés-do-chão tem uma arcada comercial praticamente vazia, com a excepção de uma pastelaria que me faz sentir em Portugal, e uma enoteca, que também serve refeições ligeiras e tem música ao vivo.

A recepção do hotel localiza-se uns 14 ou 15 andares acima, bem como alguns restaurantes já devidamente explorados: no Barcelona, bar de tapas, encontramos sempre caras conhecidas entre os empregados que lá trabalham, o que me faz pensar que este empregador deve ser excelente.

Trump Tower in Panama City

Trump Tower in Panama City

(Um pequeno parêntesis: Mãe, lembras-te daquele senhor no Don Patacón que nos serviu tão bem? Aquele cuja cor dos olhos era mais clara que o tom de pele? Pois com esse nos cruzámos da última vez…!)

Também há o restaurante Tejas, devidamente provado. A comida é correcta, as porções francesas (ou seja, mínimas) e o serviço é lento. Mudou a carta na semana passada, por isso talvez lá voltemos.

A oferta gastronómica é completada pelo bar da piscina, onde o ambiente é muito, muito giro, mas a oferta é muito restrita. É um bar de piscina que, à noite, em vez de se metamorfosear num restaurante com um ambiente muito especial, continua a servir as bebidas em copos de plástico e a ter um par de saladas e hambúrgueres. Na minha opinião, não chega.

Trump Tower in Panama City

Mas o espaço? O espaço é muito bonito, mesmo; mesmo tendo em conta que as varandas dos vizinhos se encontram a escassos 3 ou 4 metros, conseguiram criar uma atmosfera elegante e sofisticada, coisa que cá não abunda.

Trump Tower in Panama City

Nos primeiros dias, ainda tudo cheirava a novo, a tinta e a reboco. Hoje, a máquina já está mais oleada e a funcionar melhor; talvez o serviço não seja tão cerimonioso como no início, mas continua a ser acima da média local.

Some inspiration from the nighttime Trump Tower

Trump Tower in Panama City

Trump Tower in Panama City

Trump Tower in Panama City

Trump Tower in Panama City

Panamá City is full of contrasts: there are neighbourhoods with ground floor houses and then ultra-high skyscrapers. The Trump Tower, which opened last July, is an example of that.

It features hotel and rental accomodations and some nice food options, complete with wonderful spaces. With the next skyscraper a mere couple of metres away, the architects and designers managed to create nice spaces there, specially at night.

The garden, which in fact is the outdoor seating of one of the restaurants, has these wonderful lit-from-within-shapes that work as benches. They´re beautiful and colourful.

Food is good, too. 🙂

Busy

Baby blanket X (detail)

Baby blanket IX

October and November have been very busy; I´m not complaining, though, as I always prefer to have a lot of work than to have no work at all.

I´m mainly working on a project, soon to be launched, with a partner here in Panama and a huge slot of time is being taken with executive decisions that keep me away from lines, shapes and colours. I´m having a lot of fun and look forward to telling you all about it, but it sure has been busy.

November is the month when Panamanians celebrate their independence days (from Spain and from Colombia), so many holidays are happening and the city is empty. I´m taking the opportunity to get my hands on embroidering some baby blankets for abbrigate* (which you can see above) and for some illustrations as well, during the down-ish time I´m having.

Have a wonderful week, everyone, and thanks for stopping by.

Excelente notícia!

Esta excelente notícia tem-me com um sorriso há algumas horas:

In Uppercase!

In Uppercase!

Estou tão, mas tão contente e orgulhosa por ter o meu trabalho incluído na Uppercase, uma revista que assino e de que tanto gosto. Para quem trabalha como freelancer e sozinha, esta é uma validação de que o que faço tem interesse e valor. E isso deixa-me muito feliz.

E agora vou ali fazer festinhas ao meu exemplar da revista enquanto dou mais uns passinhos de dança.

In Uppercase!

In Uppercase!

In Uppercase!

Yesterday, while going through my freshly arrived copy of Uppercase Magazine, I had a (happy-)shock: my work is featured there!

I´m so happy!

If you haven´t yet, go buy yourself (or someone you love) a subscription to Uppercase. Every issue is filled with inspiration from many countries in the world. I specially like the fact that it focus mainly on small scale entrepreneurs in creative fields, people who decided to follow their own path.

That makes me even happier to be featured there, specially knowing that working on your own as a freelance artist is sometimes very hard.

Thank you, Uppercase!

Logo eu

new friend

Hoje, enquanto esperava pelos meus companheiros de reunião (bendita pontualidade caribenha), este amiguito ignorou pacificamente as minhas reticências em relação a bichos em geral e aninhou-se nas minhas pernas. Fiz-lhe umas festas, meio sem saber onde tocar (afinal de contas, ele tinha as garras sobre as minhas pernas destapadas), e o danadinho começou imediatamente a ronronar. Um bombom cheio de pêlo, essa é que é essa.

Quem precisa de leitura de feriado?

We´re in Panama, issue 17

Ora aqui está ela, a zine número 17! Este mês versa sobre a temática da criativa onomástica caribenha e respectivas influências. Leiam, leiam, e a seguir carreguem no botãozinho “gosto” do facebook.

Espero que gostem!