Nova Iorque, bordada

Finished!

Acabei por estes dias o primeiro de uma série de desenhos bordados. Estou contente com esta vista de Nova Iorque, do cimo do edifício Rockefeller. Cada vez gosto mais de bordar… quem diria, não é? E eu que pensava que o bordado era uma coisa cheia de regras, de estilos, de pontos; coisa de noites de Inverno, à luz da lareira, um pouco antiquado, até. Vai daí, um pouco de ignorância transformou-se numa ideia: e se não for? E se ignorar pacificamente as regras e os estilos e todos esses detalhes e passar ao tecido alguns dos meus desenhos?

Comecei, timidamente, com as mantas abbrigate*. Continuei com a zine de Abril e agora já ando à procura do próximo desenho para bordar. Estou agarrada!

Join our community, start beautifying your life!

4 comments

  1. Anonymous says:

    Ainda bordas um lençol ou uma toalha de mesa. Que tal?
    O que é preciso é começar
    e tirar macaquinhos da cabeça. Se te dá prazer, continua.
    Bjs.
    M

  2. Ahimsa says:

    Olá,

    gostei mesmo muito! E a outra do capacete de bicleta também 🙂

    Vê-se muito do desenhado na linha, muito giro.

    E tens razão, há alguma rigidez nas regras e nos pontos, mas se calhar há pontos que te podem dar outra dimensão aos teus desenhados. Por exemplo, o meio-ponto tem qualquer coisa de impressionista… ou o ponto grilhão tem qualquer coisa de maneirista.

    Coragem aí! Anseia-se por ver novos bordaprojetos!

    Namaste!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge