Curiosidades da vida (e não só)

Ontem fomos a uma loja de artigos em segunda mão.

A minha Mãe sempre teve muita aversão a este tipo de lojas porque dizia que a roupa era de pessoas que tinham morrido (o que nem sempre corresponde à verdade, mas adiante). Desta vez, não sei se lhe hei-de dar razão ou não, porque à venda estava um caixão.

Já imaginaram comprar um caixão em segunda mão? Que é como quem diz: usado?

Join our community, start beautifying your life!

10 comments

  1. MAR says:

    A minha mãe tem a mesma aversào que a tua, já eu adoro ir às lojas de roupa (e outras coisas, que não cixòes) em segunda mão. Quase nunca consumo nada nas ditas, mas gosto de andar a bisbilhotar, como se aqueles objectos me permitissem ter uma visão sobre a vida de outras pessoas. Confesso que ja comprei algumas coisas, mas quase nunca roupa… mas caixões talvez seja um pouco excessivo…

  2. Virgi says:

    En serio Billy?? Suena un poco morboso… No me gustan las cosas de segunda mano…, pero un cajón… Menos mal quer el mío va a ser para quemar, porque no me gustaría que se volviera a usar…

  3. Anonymous says:

    Bem, uma amiga da minha mãe um dia foi a uma em busca de um fraque para o marido e encontrou um ainda com a etiqueta do nome do falecido, que por acaso era uma figura pública…

    Agora caixões… há uns anos, a minha avó conheceu uma senhora que era responsável por um cemitério e que, anos mais tarde, foi presa por roubar os crucefixos e as pegas dos caixões, que depois vendia ao homem da funerária, que os reutilizava…

    Há de tudo neste supermercado de Deus, como diz a Mafaldinha! Se calhar foi alguém que tinha comprado o caixão e entretanto decidiu continuar vivo…
    fungaga

  4. Anonymous says:

    Eu tenho fraca memória e, por isso, não vou discutir contigo, dizendo que não usei esse argumento. Do que eu não gostei particularmente foi de um casaco todo puído que compraste em Paris, salvo erro.
    Nos tempos que correm, eu própria sou capaz de ir a uma loja dessas, a ver se despacho uns monos que tenho cá em casa.
    Deseja-me sorte!
    Bjs.
    M

  5. Ahimsa says:

    E escovas de dentes?

    Diz o meu Pai que em Margão (se não estou em erro), se vendiam escovas de dentes em segunda mão. Há duas explicações para isto:

    a) em tempos, o cabo e a escova propriamente dita, era duas peças separáveis (julgo que se juntavam, por rosca);

    b) as escovas de dentes usadas, são utilizadas para a limpeza de determinados artefactos. Ainda há dias tive que usar uma novinha para lavar umas jarras de murano, por dentro.

    Namasté!

  6. Billy says:

    Mar: eu partilho o teu gosto pelas lojas. Em NY entrámos numa que tinha uns móveis MUITO bonitos, e ainda por cima em bom estado. A jóia foi uma máquina de costura antiga, ainda na própria mesa. Já aqui no Panamá, como dizer, é mais caixões. 😉

    Marta, acho que podemos fazer um top das coisas estapafúrdias que podemos encontrar em lojas de segunda mão, dado o comentário da Ahimsa… 😀

    Virgi, te juro! Nos matamos de la risa, perfectamente incrédulos. Pero sí, te confirmo que ahi estaba un ataúd… Junto con muebles de living, además.

    Chi, Fungagá, as coisas que uma pessoa aprende! Quem diria que alguém se daria ao trabalho de arrancar as ferragens para as revender? Ou então, sabe-se lá, a senhora era muito ecológica e queria reutilizar as partes que não se deterioram debaixo da terra. 😉

    M, acho que nunca cheguei a comprar tal casaco puído. Eu queria um de cabedal giríssimo, mas não o pude comprar porque o sócio capitalista vetou a opção. 🙂

    Ahimsa, olha que curioso, se calhar até podíamos usar a escova de dentes usada para polir o caixão usado. Que achas?

    Beijinhos a todas!

  7. Anonymous says:

    Se calhar, não usei o adjectivo certo. Em vez de puído, o casaco estava sebento (e está ainda, pois vi-o no armário que estive a arrumar um dia destes). Não sei se o compraste mais tarde, já sem a ajuda do sócio capitalista…
    Bjs.
    M

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge