Entre o Panamá e Buenos Aires

Floralis Generica, Buenos Aires

Seis meses depois da partida, voltei a Buenos Aires para cinco dias de jacarandás em flor, muitos passeios a pé e muitos, muitos mimos das amizades que fiz nos meus anos por lá. Não visitei nenhum museu (e olá se tenho um déficit de cultura) nem conheci lugares novos, mas revi os meus preferidos (como a flor, acima) e, sobretudo, sentei-me à sombra lilás que agora inunda a cidade. Novembro é o meu mês preferido em Buenos Aires, e tive a sorte de lá poder ir.

Passei pela minha antiga rua e falei com a minha querida porteira – e amiga; visitei o ginásio e falei com as companheiras de sofrimento na aula de pilates. Revi tricotadeiras e partilhei chazinho e bolo; visitei a minha antiga aula de pintura, cheguei no intervalo e daí passámos ao chá, do primeiro chá ao segundo, e do segundo ao jantar.

Visiting my former painting class

Notei a louca inflação, que duplicou preços entre Maio e Novembro; vi as mudanças na demografia da noite, alguns restaurantes fechados e muito menos gente nos restaurantes da moda. Jantar fora está muito caro.

Iglesia del Pilar, Buenos Aires

Adorei não ter calor de noite nem sentir humidade no ar. E sobretudo – ou apesar de tudo – adorei a sensação de voltar a casa, uma casa que já foi minha, já não é minha, mas sempre estará no meu coração.

Nos vemos!

Join our community, start beautifying your life!

5 comments

  1. Ri says:

    … gostei tanto de ler e ver este “entre”!!
    beijo-beijo com carinho 🙂

    (ah… e gosto do teu novo espaço para pintar – parece-me muito inspirador – e… adoro as tuas mãos!!
    já estava com saudades das tuas cores! beijooo)

  2. Anonymous says:

    Buenos Aires e a Argentina fica no nosso coração e lendo esta prosa solta-se a memória de muitos bons momentos aí vividos.
    bjs

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge