Chuving e inunding

chuving e inunding

Quando chove muito, a rua inunda-se. Rapidamente percebemos porque é que toda a gente recomenda comprar um carro alto, mesmo para andar na cidade.

E o que fazem os transeuntes? Pois fazemos isto: andamos de chapéu-de-chuva apontado ora para a água que cai do céu, ora para a água que vem de baixo, espirrada pelos carros que teimam em rodar rápido. Ali, pé ante pé sobre a corda bamba que é o separador central, parecemos dançar uma coreografia de cabaré mal ensaiada.

Os meus pés escorregam dentro das sandálias e as minhas gargalhadas não me ajudam a manter o equilíbrio. E ouço:

Dale, mamita, si se cae la agarro!

Join our community, start beautifying your life!

4 comments

  1. Billy says:

    Pois, é isso, sabe-se lá se não ouvíamos piropos e não sabíamos.

    Mas esta cultura é não só latina como também caribenha, estão a ver o mix-max…

  2. Cris says:

    Ainda me lembro da altura em que ficava ‘chocada’ com os piropos na rua… nada como 4 aninhos nas Caraíbas para ultrapasar isso 🙂

    Infelizmente, tal como os piropos, as inundações também são comuns em toda esta região das Caraíbas e América Latina. Há muito que aprender sobre escoamento de águas etc…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge