Boas ideias precisam-se

Hoje, enquanto fazia uma ilustração, estava a ouvir o episódio “DNTO fights back!”, do programa da rádio pública canadiana. Já falei aqui deste podcast noutras vezes e hoje não é excepção: há sempre qualquer coisa em cada um dos episódios que me faz pensar.

Desta feita, o músico Dave Carroll conta-nos por que razão escreveu uma música especial, a “United breaks guitars”. Resumindo a história, no final de certa viagem de avião com a United Airlines, este músico recupera a sua guitarra e vê que ela está partida. Depois de fazer a queixa à companhia aérea, recebe a não-resposta, ou a resposta-não, que a companhia não se responsabiliza e que ele não vai ser compensado pelo dano material que sofreu.

Sentindo-se impotente perante a apatia corporativa e a falta de serviço ao cliente, senta-se e faz o que sabe fazer, que é escrever canções. Publica o vídeo da dita canção no youtube e tunfas, o número de cliques aumenta exponencialmente e consegue o que as reclamações não tinham conseguido.

Esta história fez-me lembrar a saga que os meus pais têm estado a viver com a PT. Não, não estou a falar de todas essas telenovelas político-corruptivas que se lêem sem fim nos media portugueses, estou mesmo a falar de puro serviço ao cliente. Resumo a história que o meu pai conta aqui e aqui: antes do fim de ano, os meus pais decidem-se a instalar o pacote de internet com fibra óptica da PT, daqueles que incluem telefone e televisão.

Os técnicos comparecem na data indicada e procedem à instalação da box na cozinha (e não na sala), já que, segundo eles, os cabos são grossos e não passam pelos canais já existentes. Além disso, fazer furos na parede não é da sua responsabilidade, argumentam.

Posto isto, não se sabe bem como, o telefone de Lisboa, com número começado pelos dígitos 21, passa misteriosamente a atender por outro número também atribuído ao meu pai (em segunda habitação), com os dígitos 275, indicativo de Castelo Branco. Encurtando razões, o telefone 275 (em Castelo Branco) deixa de funcionar e o 21 (de Lisboa) passa a ter o número 275. Confuso? Para nós também.

Muitas reclamações depois, o caso continua parado e parece que sem fim à vista. A PT, que devia tratar bem os seus clientes, não atende o telefone: manda os operadores fazer o serviço e, claro, estes operadores empregados de outra empresa qualquer, a quem a PT adjudicou o atendimento telefónico, não sabem de nada nem podem saber. Os técnicos, também de empresa exterior à PT, não sabem de nada, que em não sei quantas décadas de trabalho jamais lhes aconteceu algo assim.

E no meio disto tudo, estamos na mesma, com os números trocados e com as contas telefónicas (de três números, em vez de dois, sabe-se lá porquê) a chegar, essas, pontualmente.

Posto isto, deixo aqui o pedido de um brainstorming virtual: quem dá boas ideias para resolvermos o problema? Comentem, por favor, e deixem-nos ideias giras para fazermos novas (e mais eficazes) reclamações. Obrigada!

Join our community, start beautifying your life!

5 comments

  1. PTuny says:

    Muito bem escrito!!! Como cliente da PT há já 40 anos sinto-me agora mal tratado e humilhado. Instalaram tudo à pressa, trocaraam os números de telefone, mandam contas, só mais de um mês depois de as recelamações começarem é que vieram dizer alguma coisa… que não é nada. É Uma vergonha!!!

    O Pai da Billy

  2. Ora, vê só! Se nós soubêssemos fazer música…
    Aqui, a música que se faz é (são) outra(s), como sabes. Nós gostaríamos que o assunto se resolvesse normalmente, como para qualquer cidadão, sem acesso a conhecimentos na PT, nos jornais, nas TVs.
    Beijinhos
    M

  3. alcinda leal says:

    Mas agora eles já merecem denûncias muito, muito públicas…
    Há quanto tempo isso está a acontecer?
    Seria muito interessante ter procedimentos originais,mas a mim só me ocorre a publicação num desses programas…
    Realmente ideias precisam-se!
    Beijinhos
    Alcinda

  4. Anonymous says:

    Pois, a minha única sugestão é mandá-los passear, que o que não falta por aí são operadores de telefone / net / televisão (e, já agora, mais baratos). Com sorte, até dá para migrar o número antigo para o novo serviço.
    Boa sorte!
    fungaga

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge