Conversa entre tia e sobrinha II

Noutro dia, numa conversa skypica com a minha sobrinha mais velha, estávamos a ver os trabalhos que tinha feito durante o ano na escolinha. Deixem-me que vos diga, a minha sobrinha é muito talentosa, aquela miúda vai ser uma artista. Digo eu, não sei, ideias minhas, mas parece-me que sim.

Ora estava precisamente a dizer-lhe isso, que ela era uma artista e ela, na segurança inabalável dos seus quatro anos, responde: “pois sou!”.

Tomáramos nós em adultos acreditar nos nossos projectos com a mesma intensidade! A começar por mim, claro está.

Join our community, start beautifying your life!

6 comments

  1. Billy says:

    É sim! Concordo totalmente contigo.

    (apesar de, convenhamos, não sermos as pessoas mais idóneas para fazer tais comentários.)

  2. Ahimsa says:

    Se temos que começar por, ti, então cá vai:

    “És uma artista de mãos cheias!”

    (o plural foi uma mera coerência linguístico-tricotal, não sei se me faço entender).

    Namaste!

  3. muipiti says:

    Imagino como se sente orgulhosa pela sua sobrinha que naturalmente herdou os seus genes artísticos.
    Só espero que tenha a sorte de não encontrar nenhum professor pela frente nos seus primeiros anos escolares que reprima essa segurança.
    Sei de alguns casos na primária em que classificam os desenhos das crianças o que eu acho perfeitamente castrador.

  4. Billy says:

    Muipiti, parece-me uma prática perfeitamente abominável! Com que critérios é que serão esses desenhos classificados? Que horror, para isso já servem os anos de faculdade e o “mercado” em geral!

    Espero que a C1 mantenha a sua segurança por muitos e longos anos. No meu livro, ela tem 35 valores, na escala de 20, claro! 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge