Para quem perguntou o que acontece aos puzzles cá em casa, depois de estarem terminados, aqui vai a resposta:

Que é como quem diz: divido-o em placas do tamanho da caixa, ponho uma folha de papel por baixo (a maioria das vezes são duas folhas A4 coladas, à falta de uma folha A3) e coloco as camadas qual lasanha dentro da caixa.

Se me apetecer fazer o puzzle outra vez, desmancho estas plaquitas. Se me apetecer pendurá-lo na parede (coisa que não costuma acontecer, mas quem sabe um dia ainda venho a ter uma casa imensa, cheia de paredes enormes e brancas, sabe-se lá), é mais fácil que refazer do zero.

E é isto. Espero ter esclarecido as tuas dúvidas, Fungagá!

Join our community, start beautifying your life!

One comment

  1. Anonymous says:

    Já me manifestei noutro lado, mas para não se perder no efémero do msn, venho de novo aqui dizer que gostei imenso deste post, a mim dedicado, que ilustra muitíssimo bem o processo(como não podia deixar de ser, vindo de uma ilustadora de categoria). Agora sim, caramba, tenho a curiosidade satisfeita. E fico para aqui a pensar: como é que eles vão trazer aquilo de avião para a Europa? Estou a imaginar os bagageiros a atirar com as malas como é costume…

    ola, olha, à laia de fait divers, a verificação de palavras que me calhou para este comentário é conict…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge