Future | Futuro


Revista Göoo, a local independent illustration magazine, just closed the call for entries for the next issue, with its theme “Future”. This is my entry, based on an idea I love so much, the one of “time capsules”. I imagine this capsules as containers full of the things that are current and usual to us. The container is then sealed and put away (say, buried, for instance), to be opened in some years´time.

Although I don´t usually do this kind of thing with gadgets, I love doing it with letters, photos, magazines, which then are stored to oblivion. Opening them years later is such a beautiful trip in time, one that doesn´t cost you any money and brings back so many good memories.

That was my idea for this illustration too: what will people from the future think of the contents of such a capsule? What will people think of the gadgets we currently find so appealing and high-tech?

(If they print my illustration, I may well find it out when I open the magazine in the future!…)

*

A Revista Göoo é uma publicação local independente feita a partir das colaborações espontâneas que respondem à convocatória periódica. A última, que terminou ontem, tem o tema “Futuro”.

A minha ideia é uma que me agrada muito e que adoro pôr em prática, a da cápsula do tempo. Nessa cápsula (ou caixa de sapatos) ponho cartas, fotografias, revistas e toda uma miríade de objectos que se ligam a determinada fase da minha vida. Deixo-a esquecida num qualquer canto da arrecadação (dos pais, claro está, lá é que se encontram todos os tesouros, não é verdade?) para a abrir daqui a uns anos.

Abrir uma caixa destas é uma viagem nostálgica e boa ao passado, daquelas em que suspiro e rio às gargalhadas (“como é que eu usei este penteado horrível e nunca ninguém me disse nada?”) e passo um bom par de horas a apreciar como (eu) era naquela altura.

Nesta ilustração usei a mesma ideia: que pensarão os habitantes do futuro ao abrir uma cápsula do tempo cheia dos nossos gadgets, hoje topo de gama e o último grito? Amanhã estarão obsoletos, mas como será daqui a cinquenta anos? Será que alguns chegam à categoria de vintage?

(se a revista me publicar, talvez venha a descobrir quando, daqui a cinquenta anos, abrir a página com a minha ilustração!…)

Join our community, start beautifying your life!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge