Colômbia: introdução

Em primeiro lugar, desengane-se quem pensa que a Colômbia é toda igual àquilo que aparece nos filmes de Hollywood. A Colômbia que visitei é sítio de boa comida, peixe bem fresco e gente muito simpática. Já me estava a esquecer de que o castelhano que falam é o mais cortês e bonito que ouvi até agora: não há frase sem floreado e até a simples resposta a um “gracias” é um “con mucho gusto, para servirle”.

Os primeiros três dias foram passados em Cartagena de Indias, uma cidade muralhada no mar das Caraíbas, ou seja, na costa colombiana atlântica. Daí voámos para San Andrés, uma ilha mais perto da Nicarágua que da Colômbia, mas que “por adopção” (como nos explicou o taxista assim que chegámos) pertencia a este último país. Os últimos três dias foram passados em Bogotá, que funcionou como plataforma de readaptação ao frio e à cidade.

Chegámos a Buenos Aires em dia de eleições municipais com o bom auspício do radar de Ezeiza e hoje foi o regresso ao trabalho.

Ora foi assim…

Join our community, start beautifying your life!

One comment

  1. Tyggreza says:

    Olá!
    Vivi um ano com duas colombianas, uma de Bogotá e outra de Medellín. É mesmo dos espanhóis mais bonitos de se ouvir. Parece que saboream cada palavra que dizem, não é?

    Quando regressei ainda falava com o sotaque delas, para grande desgosto do meu professor de espanhol, que era Andaluz.

    Beijinhos,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge