Modo: mudanças

Estou em “modo: mudanças” há para cima de um tempão. Já estou cansada – para não dizer farta! – e quase se pode dizer que ainda a procissão vai no adro. Certo que já mudei a caixotada toda para a arrecadação dos meus pais; mas agora falta arrumar a própria arrecadação.

No processo, juntei tanta roupa para dar e deitei tanta coisa fora que quase me parece inacreditável que tivesse acumulado tudo aquilo lá em casa. Hoje, por exemplo, descobri trabalhos da escola secundária que até agora tinham sido fielmente preservados. Graças ao balanço da triagem dos dias anteriores, encontrei em mim a indiferença suficiente em relação àquelas recordações para enfiar tudo no ecoponto, sem passar pela casa da partida nem receber dois contos, que é como quem diz: sem o mínimo remorso. Vi os desenhos, lembrei-me das circunstâncias em que os fiz e acho que assim cumpriram a sua última função de lembranças. Que descansem agora em paz e contribuam para muito, bom e inspirado papel reciclado.

Amanhã há mais (triagem, ecoponto, lixo).

Join our community, start beautifying your life!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge