Design para os designers?

“Design para os designers” é como a Associação Nacional de Designers encerra o texto em que fala dos seus objectivos e planos para o futuro. Entre “reconhecer o exclusivo para o exercício da profissão a licenciados e diplomados” e “regulamentar e consciencializar para a obrigatoriedade da observância de regras ético/deontológicas”, parece-me que a AND se fechou completamente à volta do seu próprio umbigo e se esqueceu do fundamental no design.
O design é para todos, menos para o designer. Se fosse para o designer, então não seria designer, mas sim artista. O design é uma ferramenta de trabalho para resolver problemas das pessoas (sejam problemas de comunicação gráfica ou de usabilidade), e não um atributo externo dos objectos. Ao contrário da arte, o objecto de design nasce de uma motivação externa ao sujeito. Por outras palavras, o designer – como o engenheiro – resolve problemas.
Dizer “design para os designers” remete para uma concepção distorcida de design, aquela que perpassa para a opinião pública. Fala-se de “objectos com design” (abrindo bem o “e” de “désaine”) quando se pensa em mobília minimalista ou as cadeiras assinadas pelos famosos. Mas o design é aquele que não se vê, está nas BICs e nos clips e nessas invenções todas que nos facilitam tremendamente a vida. Isso é que é design.

Join our community, start beautifying your life!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CommentLuv badge